Polícia Federal deflagra operação contra associação criminosa dedicada ao comércio de notas falsas na Paraíba

Foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência do investigado, na cidade de Cabedelo.





                                                  

Polícia Federal deflagra operação na Paraíba (Foto: Reprodução)


A Polícia Federal na Paraíba deflagrou, na manhã desta quarta-feira (18), a Operação Pecúnia, com objetivo de combater associação criminosa dedicada ao comércio de notas falsas no Estado da Paraíba. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência do  investigado, na cidade de Cabedelo.

A ordem foi expedida pela 16ª Vara Federal de João Pessoa.
A Polícia Federal realiza o cumprimento de busca e apreensão na residência de uma das pessoas apontadas como negociador das moedas falsas no Estado da Paraíba.
A operação contou com a participação de 15 Policiais Federais
Entenda o caso
A investigação iniciou-se no meio do ano de 2019, a partir de denúncia anônima
apresentada à Polícia Federal, no sentido de que determinadas pessoas estariam
realizando a comercialização de cédulas falsas em grupos do aplicativo WhatsApp, e
também pelas redes sociais.
Com o aprofundamento da investigação, uma pessoa foi presa em flagrante delito na
data de 31/10/2019, quando recebia encomenda contendo mais de dois mil reais em
moeda falsa, postada no Município de Mesquita/RJ, com destino à Campina
Grande/PB.
Crimes Investigados
O investigado responderá pelos crimes de moeda falsa e associação criminosa, cujas
penas, somadas, podem superar 13 anos de reclusão.
Nome da Operação
O nome da operação, Pecúnia, se trata de sinônimo de dinheiro ou moeda.
Não será concedida entrevista coletiva.
Fonte: https://www.clickpb.com.br/

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Polícia Federal deflagra operação contra associação criminosa dedicada ao comércio de notas falsas na Paraíba"

Deixe um comentário!

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.