Deputado Manoel Ludgério deixa PSD após partido ser entregue a Daniela Ribeiro na PB: “foi uma decisão covarde”

O deputado contou que ainda não definiu para qual partido irá, mas se encontra vendo as possibilidades para uma decisão o mais rápido possível.





                                              

Foto: Reprodução 


O deputado estadual e vice-presidente do PSD na Paraíba, Manoel Ludgério, na manhã desta sexta-feira, 01, em uma live nas suas redes sociais, anunciou sua saída e desfiliação do partido. O deputado disse se sentir traído com a passagem do comando da legenda para Daniela Ribeiro, e não poderia tomar outra posição após a “surpresa desagradável”, de na madrugada do dia 29 de março, receber a notícia da intervenção no partido.

“Eu não tenho outro caminho a não ser comunicar que estou, a partir desse momento, deixando o PSD que eu ajudei a fundar e que perdi noites de sono organizando essa legenda, ao lado do saudoso Rômulo e outros companheiros”, declarou.

Segundo Manoel, foi um “golpe grosseiro e violento”, a forma como o partido foi “tomado” do comando do ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato a deputado federal, Romero Rodrigues, assim como também de suas mãos, as vésperas das eleições.

“Foi uma decisão covarde, essa é a palavra, dura, mas é a palavra”, destacou.

Ludgério disse que foram pegos de surpresa e desabafou o quanto se sente traído.

“O partido foi tomado de nossas mãos de forma mal-educada, desrespeitosa, deselegante, em um movimento brusco da família Ribeiro. Não havia necessidade desse tipo de intervenção no partido. Poderia termos tido uma ligação telefônica, uma reunião prévia, um diálogo”, desabafou.

Manoel comentou sobre as alianças com a família Ribeiro e parceria que tem com o deputado e pré-candidato ao Senado, Aguinaldo Ribeiro em vários municípios. O deputado retirou seu apoio e se desligou da parceria que mantinha com a família Ribeiro no campo político.

“Nós tínhamos uma aliança de quase vinte anos, estamos no mesmo lado político. Então não havia necessidade dessa ruptura brusca e dessa intervenção dentro e uma madrugada”, pontuou.

O deputado contou que ainda não definiu para qual partido irá, mas se encontra vendo as possibilidades para uma decisão o mais rápido possível e não perder o prazo, que é até esta sexta-feira, para poder disputar as eleições deste ano.

O ex vice-presidente da legenda na Paraíba, comunicou ainda a saída de sua esposa do partido e disse que seguirá com Romero onde estiver e que está preparado para o que vier.

“Estamos nos desfiliando hoje desse partido, e vamos ainda hoje tomar uma decisão, dentro de uma sintonia com o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues”, ressaltou. E acrescentou: “Se tomaram o PSD na tentativa de inviabilizar a eleição de Romero como pré-candidato a deputado federal,  a minha como pré-candidato a reeleição a Assemblei Legislativa da Paraíba, e a de dezenas de outros amigos que estavam filiados a esse partido, se essa foi a iniciativa da família Ribeiro, podem ter certeza que não vão inviabilizar”.

Manoel Ludgério agradeceu o apoio e a solidariedade de todos os que se encontram com ele.

Fonte: https://seligapb.com.br/

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Deputado Manoel Ludgério deixa PSD após partido ser entregue a Daniela Ribeiro na PB: “foi uma decisão covarde”"

Deixe um comentário!

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.