Câmpus VIII da Universidade Estadual celebra 10 anos de fundação com palestras e mesa redonda virtuais

 





                                                                                           



O Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus VIII, instalado na cidade de Araruna, está completando 10 anos de fundação. E, para marcar a data, a direção preparou uma série de atividades que, devido à pandemia, serão realizadas de forma on-line. Apenas a parte protocolar será realizada presencialmente, no Câmpus, mas seguindo todos os protocolos de segurança e as medidas de prevenção de contágio da Covid-19.

Com o título “CCTS/UEPB: 10 anos de superação e transformação educacional”, a programação será aberta às 8h do dia 23 de setembro pelo diretor do câmpus, professor Manuel Antônio Gordón Núñez, e pelo diretor adjunto, professor Raimundo Leidimar. Em seguida acontece uma apresentação cultural em homenagem ao CCTS, que será transmitida pelo Canal da UEPB no YouTube. O Grupo de Projeções Folclóricas Panamá del Alma Mia fará a apresentação do espetáculo “De Panamá, Puente del Mundo Corazón del Universo ao CCTS da UEPB”.

Às 10h será proferida a primeira conferência virtual, com o tema “Genomas de beta coronavírus: como a informação genética tem sido utilizada para enfrentar brotes passados e a atual pandemia de Covid-19”. Os palestrantes serão os professores Carlos Mario Restrepo Arboleda, da Universitaria San Martín (Panamá); e Alejandro Llanes Mazón, pesquisador do Instituto de Pesquisas Científicas Avançadas e Serviços de Alta Tecnologia (INDICASAT-AIP) da República do Panamá.

A partir das 14h acontece a mesa redonda “A Física no CCTS/UEPB: 10 anos de superação e transformação social”, a ser ministrada pelos professores Altamir Souto Dias, Jamilton Rodrigues e Mário César Soares, todos vinculados ao Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde. O evento celebrativo segue na quinta-feira (24), às 8h, com a palestra “Inovações nos projetos de fundações de edifícios”. O tema será abordado pelo professor Wilson Cartaxo Soares, engenheiro civil e professor titular no Centro Universitário UNIPE.

Às 10h será a vez dos alunos, técnicos e professores do Câmpus assistirem a palestra “Conselho Regional de Odontologia: o que os acadêmicos precisam saber para exercer a profissão com ética e responsabilidade”. O tema será apresentado pelo professor Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira, cirurgião-dentista e especialista em cirurgia Buco-Maxilo-Facial.

O ciclo de palestras retoma às 14h, com o tema “As competências para o profissional do futuro”. A palestrante desta atividade será a professora Clarissa Maria Ramalho de Sá Rocha, consultora interna da Unifacisa e coordenadora do MBA em Marketing. O link do formulário de inscrições para a participação em todas as palestras é https://forms.gle/8ttXhtBdMYroxTUm8.

O diretor do Centro, professor Manuel Antônio Gordón Núñez, ressaltou que, apesar das dificuldades, o Câmpus de Araruna tem cumprido o seu papel e formado bons profissionais que já estão no mercado de trabalho. Ele registrou o apoio da Administração Central e a parceria com a Prefeitura de Araruna como fundamentais para a realização de obras que, antes, eram um sonho. Para ele, o Câmpus foi um divisor de águas na história de Araruna, mudando a realidade da região.

“Hoje, depois de 10 anos, eu considero a grandeza desse câmpus. Eu considero um divisor de águas e um dos projetos de inclusão social mais exitosos da UEPB. Com a criação desse Câmpus, desde o seu início, as pessoas que foram buscar uma formação acadêmica nos cursos de Odontologia, Engenharia Civil e, inicialmente, Ciência da Natureza, que posteriormente foi transformado no curso de Física, era uma população do interior da Paraíba e de outros estados”, afirmou.

Para ele, muitos estudantes da região dificilmente teriam condições de ingressar em curso superior devido às condições, mas tiveram uma chance de ter um futuro melhor com a chegada do Câmpus em Araruna. “Hoje em dia nós vemos que essas pessoas que foram formadas nos primeiros anos, nas primeiras turmas que surgiram, eram de escassos recursos econômicos, e hoje são de muito sucesso na sua formação e no exercício da sua profissão”, destacou o professor Manuel Gordón Núñez.

Em 10 anos de existência, mais de 350 profissionais já foram formados pelo CCTS. Os projetos de extensão desenvolvidos pelos estudantes, com orientação dos professores, levam serviços gratuitos e melhora a qualidade de vida da população. No total, 35 projetos extensionistas estão em pleno andamento, beneficiando não só os moradores de Araruna, mas também das cidades circunvizinhas.

O Câmpus de Araruna “Professora Maria da Penha” foi inaugurado no dia 20 de setembro de 2010 e, atualmente, abriga os cursos de Bacharelado em Engenharia Civil, Licenciatura em Física e Bacharelado em Odontologia. Conta com mais de 600 alunos matriculados e 73 docentes em atividade no Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde.

Texto: Severino Lopes

Fonte: http://www.uepb.edu.br/


Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Câmpus VIII da Universidade Estadual celebra 10 anos de fundação com palestras e mesa redonda virtuais"

Deixe um comentário!

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.