Jacaraú fecha fevereiro com chuvas 482% acima da média

Das dez cidades que mais choveram na Paraíba, sete superaram o esperado para o período. As outras três não tiveram os dados informados pela Aesa




                                                     

Cidades registraram muitas chuvas (Foto: Reprodução/ Facebook Sandra Nóbrega)


O mês de fevereiro foi de bastante chuvas na Paraíba. Em 31 cidades, por exemplo, foram registrados mais de 200 milímetros (mm) de precipitação. Desse total, 18 estão situadas no Sertão e Alto Sertão. O município que mais choveu foi Emas, que registrou 378,8 mm de chuvas.

Das dez cidades onde mais choveu na Paraíba, sete superaram o esperado para o período. Outras três não tiveram os dados informados pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).
O município que mais superou as expectativas foi Jacaraú, localizado na Zona da Mata Paraibana, que superou em 482% o que era esperado. A meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, explicou o motivo de tantas precipitações.
“São normais estas chuvas neste período do ano no Sertão. O período mais chuvoso de lá é de fevereiro a maio, o que não significa que não possa chover em outras épocas do ano. O mesmo acontece em outras áreas do estado, como no Litoral, que também está chovendo, apesar de estar fora da época mais chuvosa”, explicou.
As dez cidades onde choveu mais em fevereiro:
MunicípioObservada (mm)Climatologia (mm)Contribuição do período(%)
Emas378,8N.IN.I
Juru362,3160,2226,2
Olho D`Água360,2169,5212,5
Sousa308,9165,8186,3
Congo294,478,9373,1
Rio Tinto290,7N.IN.I
Santana dos Garrotes280,9115,3243,6
Jacaraú277,257,5482,1
Jericó268,1163,4164,1
Bom Sucesso260,4N.IN.I
O que esperar da chuva de março no Brasil?
A atmosfera ainda muito quente, uma das características climatológicas de março, continuará sendo observada no decorrer do mês, mas reforçada pela influência do fraco fenômeno El Niño que está em curso na porção central e leste do Pacífico Equatorial, ao largo da costa do Peru. As informações são da Climatempo.
As condições de temperatura do Oceano Atlântico Sul, que está acima do normal em quase toda a costa leste do Brasil, combinada com a o Pacífico Equatorial centro-leste também mais aquecido do que a média, vai manter um padrão de circulação de ventos sobre o Brasil, em diversos níveis atmosféricos, muito parecido com o que se observou em fevereiro.
“A primeira quinzena de março será como uma continuidade de fevereiro”, comenta Graziella Gonçalves, uma das responsáveis pelas análises e previsões climatológicas da Climatempo.
“Em particular na Região Sudeste, estes temporais frequentes entre São Paulo, o centro-sul de Minas Gerais e no centro-sul do estado do Rio de Janeiro ainda devem se repetir em vários dias durante a primeira quinzena de março” prevê Graziella.
A meteorologista alerta também que ainda poderemos ter falta de chuva em várias áreas do Rio Grande do Sul. Os temporais no Centro-Oeste também continuam na primeira quinzena de março, mas sem organizar a invernada, que é um período prolongado de predomínio de céu nublado e chuva em muitas áreas do Centro-Oeste, comum no verão.
No norte do Nordeste e do Norte do Brasil, também podemos esperar por chuva frequente e volumosa no restante da primeira quinzena de março.
Mudanças na segunda quinzena de março
Já para a segunda quinzena de março, a previsão é de que ocorra uma mudança no padrão da circulação de ventos sobre o Brasil. “Este canal de umidade entre o Norte e o Sudeste do Brasil que observamos vários dias em fevereiro e ainda persiste nesta primeira quinzena de março vai ser quebrado, enfraquecido, na segunda quinzena do mês” prevê Graziella.
Assim, o padrão de chuva na segunda quinzena será alterado. Uma mudança importante, diz Gonçalves, será a “passagem de uma frente fria pelo Espírito Santo, norte de Minas Gerais e Bahia. Isto dará dias de chuva frequente e alguns temporais durante a segunda quinzena de março”.
Fevereiro foi de muita chuva para o Paraná e Santa Catarina e março começou com aumento da chuva no Rio Grande do Sul. Mas não é isto que vai predominar no decorrer do mês no Sul do Brasil. De acordo com Graziella Gonçalves, a expectativa é de o tempo seco e quente predomine ainda no Rio Grande do Sul e a chuva será menos frequente em Santa Catarina e no Paraná.
Fonte: https://portalcorreio.com.br

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Jacaraú fecha fevereiro com chuvas 482% acima da média"

Deixe um comentário!

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.