João projeta segurança hídrica em até três anos












                                                                                         



No debate realizado pela Tv Cabo Branco na noite dessa terça-feira (02), o candidato ao Governo pelo PSB, João Azevêdo afirmou que, se eleito, vai permitir que o agricultor rural tenha as condições para continuar produzindo mesmo em períodos de seca.
Ele também ressaltou que pretende dar continuidade a alguns projetos desenvolvidos pelo governador Ricardo Coutinho, como o Água Doce, e levar mais água em qualidade e quantidade suficiente para todos os paraibanos. O socialista também destacou ações para garantir a segurança hídrica do estado.
“Nós sabemos que esse estado, por ter a maioria dos seus municípios dentro do Semiárido, precisa de segurança hídrica. Nós sabemos como fazer, sabemos onde estão os projetos e onde estão os recursos. E eu posso garantir que em 3 a 4 anos nós teremos água em quantidade e qualidade para abastecimento de todos os municípios. Eu sou engenheiro e vocês sabem, fui secretário de Recursos Hídricos. Conheço muito bem essa questão, assim como conheço cada parte dessa Paraíba”, afirmou João.
Questionado sobre sua proposta para a segurança hídrica do estado, o candidato destacou que mesmo tendo passado por sete anos de forte estiagem, a Paraíba foi o estado que menos perdeu rebanho, graças a programas como o Água Viva – programa de distribuição de filtros de cerâmica para a população da zona rural que enfrenta o problema da estiagem – e o Água Doce, de dessalinização dos poços do semiárido.
O candidato ainda fez referência a outros projetos da atual gestão, como o fortalecimento da caprinocultura, e a distribuição de ração a custo zero ou subsidiada, além da perfuração de 2,5 mil poços, implantação de 1,5 mil quilômetros de adutoras e 15 mil cisternas.
No quesito saúde, João citou como uma de suas propostas a implantação do programa Saúde Já, de urgência que facilita o acesso da população a exames menos complexos, como tomografia computadorizada, ultrassom, endoscopia e raio X. O programa será implantado inicialmente em nove unidades hospitalares distribuídas nas cinco regiões do estado.
Outras propostas elencadas por João Azevêdo durante o debate foram o programa Primeira Chance, de incentivo ao primeiro emprego para profissionais técnicos recém formados pela rede estadual; a instalação de centros de monitoramento e controle dotados de tecnologia, no quesito segurança; e a isenção dos impostos estaduais na conta de energia para quem gasta até 90 kW/h.
Fonte: MaisPB

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.