Economia solidária gera emprego e renda para 44 famílias de Passa e Fica

Município fica no polo turístico Serras do Agreste Potiguar





                                                        
FOTO: JOÃO VITAL


Com investimento de mais de R$ 500 mil reais, o Governo do RN investiu em dois empreendimentos solidários no município de Passa e Fica, que estão possibilitando emprego e renda para as famílias de Lagoa Gravatá e Lagoa de Cipoal.
“Plantamos uma semente, construímos e equipamos com máquinas modernas duas fábricas de confecções na região. Agora vamos iniciar a capacitação técnica. Agora vocês são empresárias de moda”, comemora Vagner Araújo, coordenador do Projeto Governo Cidadão.
Ao lado do prefeito Léo Lisboa, Vagner visitou as comunidades rurais de Lagoa de Gravatá e Lagoa de Cipoal, ambas beneficiárias com projeto de economia solidária no município de Passa e Fica que fica localizado na região Agreste. Nesta região, também com recursos do Banco Mundial, o Estado está criando um novo polo turístico, chamado Serras do Agreste Potiguar, onde o executivo tem capacitado e desenvolvido junto aos profissionais do turismo um novo destino turístico do Rio Grande do Norte. “Essa nova rota turística é para quem gosta de descanso e turismo de aventura, a economia da região começa a mudar. Temos fábricas de confecções na região que agora abre aos domingos para atender a demanda dos turistas”, complementa Vagner.
“ Os investimentos turísticos da região são realidade, estamos recebendo nos finais de semana uma média de nove ônibus, são pessoas que vêm fazer turismo em nossa região. Os hotéis lotam e todos querem levar uma lembrancinha para casa. Nosso polo de confecções começa a ser fomentado”, afirma Léo Lisboa, Prefeito de Passa e Fica.
“Cada um de nós temos um sonho, esse projeto é um espelho para nossa comunidade. Estamos com outra visão, tem jovens aqui que começou a estudar administração e nosso olhar para internet mudou, usamos para pesquisar de moda”, diz Josilma dos Santos, Presidente Comunidade Lagoa de Gravatá.
Para Cláudia Santos, presidente da Associação da Lagoa do Cipoal, empreender é uma palavra que está em sua mente e sabe que com essa oportunidade a sua vida e de seus associados vão mudar pra melhor. “Enquanto a nossa fábrica estava sendo construída, apareceu a oportunidade de fazer o curso de condutor de guia turístico, eu fiz! Nos finais de semana trabalho e estou conseguindo uma renda extra. Temos muitas ideias para nossa mini fábrica de confecções”, conta Cláudia.

Fonte: http://portalnoar.com.br

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.