Últimas

Destaques

UEPB: CCTS forma novos profissionais nas áreas de Ciências da Natureza, Física, Engenharia Civil e Odontologia
















A Vila Requinte Recepções, localizada em Araruna, foi o palco, na noite de quarta-feira (11), da cerimônia de Colação de Grau Acadêmico para os concluintes do período 2017.2 dos cursos de Ciências da Natureza, Licenciatura em Física, Engenharia Civil e Odontologia, ofertados pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) através do Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS). A solenidade foi marcada por grande emoção dos estudantes que celebraram o momento com seus familiares e amigos.
Após a abertura da solenidade pelo reitor da UEPB, professor Rangel Junior, todos os formandos foram convidados a tomar lugar, juntos com seus padrinhos, para que pudessem prestar o juramento solene, como forma de compromisso profissional e dedicação às suas respectivas formações, tendo sido representados pela estudante. Todos os estudantes foram representados pela formanda Pamella da Silva Dantas. Logo após, o estudante Wamberto Alcântara Farias, do curso de Engenharia Civil, proferiu seu discurso como Orador Oficial das turmas concluintes.
Em suas palavras, ele destacou que a Universidade é um espaço de concretização de sonhos, representando um tempo de vitórias, de enriquecimento intelectual e do surgimento de laços de amizade e parcerias que não serão desfeitos. “Dos tempos de faculdade ficará a lembrança. E em cada estágio da vida iremos recordar. Que com muita dedicação e perseverança, cada um de nós conseguiu se formar. E em uma carreira brilhante cada um avança, com excelentes profissionais que todos aqui irão se tornar”, disse o Orador, em versos.
O Paraninfo Geral das turmas 2017.2, professor João Hugo Baracuy da Cunha Campos não pode comparecer à cerimonia e foi representado pelo professor Mário César Soares Xavier que leu a mensagem enviada pelo paraninfo, na qual ele agradeceu a homenagem, considerando como uma forma de avaliação positiva de seu trabalho enquanto docente. “Não posso deixar de considerar que essa escolha seja uma forma de avaliação do meu trabalho docente. Isso me lisonjeia, me deixa ainda mais feliz. É um reforço positivo, que me dá forças para continuar lutando pelo que acredito no ensino e na continuidade da difusão do conhecimento científico”, destacou o professor João Hugo.
Professor Manuel Antonio Gordón Nuñez, diretor do CCTS, também proferiu seu discurso, onde destacou todos os desafios enfrentados e vencidos pelos formandos com o apoio de seus familiares e amigos. Destacou, ainda, o peso das palavras “Sim” e “Não” em suas trajetórias de vida. “Caros formandos, na vida vocês irão se deparar com muitos ‘Nãos’. Continuem aprendendo com eles em nome da profissão que adotaram. Não se deixem ofuscar pela cor do dinheiro ou pela corrupção que impera no nosso meio. Não quebrantem o juramento empenhado nesta cerimônia, não parem de sonhar o mais alto possível. Essa formatura é o sim que a vida lhes dá por todo o empenho colocado durante estes anos de luta, de desafios. Durante a trajetória muitas pessoas devem ter aparecido e continuarão a aparecer dizendo que vocês não conseguirão seus objetivos. Filtrem essas pessoas e suas palavras, continuem com firmeza e digam ‘Sim eu quero’, ‘Sim eu posso’, ‘Sim eu vou seguir em frente e vou conseguir’”, aconselhou o professor Manuel.
Para a conferência do grau acadêmico, foram chamados estudantes que representaram todos os formandos em seus respectivos cursos. Patricia Fernanda de Macêdo Dantas Alexandre, representante dos formandos em Ciências da Natureza, recebeu o grau acadêmico conferido pelo professor Israel Buriti Galvão. Em seguida, o estudante Samuel Nunes Marques, representou os alunos do curso de Engenharia Civil e recebeu o grau conferido pelo professor Daniel Baracuy da Cunha Campos. Novamente o professor Israel Buriti Galvão concedeu o grau acadêmico à estudante Maria Jaciara Gonçalves de Melo, que representou os estudantes do curso de Licenciatura em Física. Por fim, foi conferido, pelo professor Fernando Antonio de Farias Aires, o grau acadêmico para os estudantes do Bacharelado em Odontologia, representados pela estudante Maria Tereza Alves Camilo de Moura.
Ao encerrar a cerimônia, o reitor da UEPB, professor Rangel Junior, parabenizou todos os concluintes, saudando os pais, demais familiares e amigos presentes na cerimônia e destacou a vitória dos alunos, classificando-a como uma vitória da coragem deles, dos professores e da Instituição, que tem se mantido forte ao longo desses últimos anos que têm sido de grave crise financeira. O reitor destacou ainda o perigo que nossa sociedade enfrenta ao relegar a educação a um segundo plano, pondo o futuro em grave ameaça. “Um país que não aposta na educação está abrindo mão do futuro. Uma nação deve apostar na sua Universidade, na sua juventude de forma mais ampla, para que a gente possa efetivamente conseguir bater recordes na educação, na saúde, na ciência, na tecnologia. São esses recordes que precisamos bater”, frisou o reitor Rangel Junior.
A mesa solene da colação de grau acadêmico do Câmpus VIII foi formada pelo reitor da UEPB, professor Rangel Junior; pelo pró-reitor de Graduação, professor Eli Brandão; pelo professor Manuel Antonio Gordón Nuñez, diretor do CCTS; pelo professor Mário César Soares Xavier, representando o paraninfo geral das turmas concluintes período 2017.2; pela pró-reitora de Gestão de Pessoas, professora Célia Regina Diniz; pelo pró-reitor adjunto de Graduação, professor Altamir Souto Dias; pelo Secretário de Educação do Município de Araruna, Francisco de Assis Belarmino dos Santos; além dos coordenadores dos cursos ofertados pelo Câmpus VIII, em Araruna.
                                                                                           




















Texto: João Andrade
Fotos: Paizinha Lemos
Fonte:  http://www.uepb.edu.br                                   

Nenhum comentário

Facebook Comments APPID

Comentários

Ultimas Notícias


https://picasion.com/

Saúde

Saúde/style

Redes