Na posse de concursados, RC destaca acerto com implantação de OSs e alfineta oposição: "Se não privatizei a Cagepa, imagine a Educação"












                                                                                 



Em solenidade de posse de mil novos professores concursados da Educação Básica no Estado da Paraíba, realizada na manhã desta segunda-feira (05), no Espaço Cultural, o governador Ricardo Coutinho (PSB) rechaçou as antigas críticas da oposição na Paraíba sobre a contratação das Organizações Sociais para administrar as escolas estaduais e destacou que hoje a história mostra que ele, mais uma vez, acertou.

Em breve relato, Coutinho ressaltou os pontos fortes dessa conquista e a prova que, mesmo com ela, a contratação de professores seria mantida através de concurso público. Ele ainda alfinetou os adversários que tentaram, em um passado não muito distante, privatizar a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba, algo que, na gestão socialista não ocorreu e nem ocorrerá.
“A diferença é que a cobrança que é feita hoje não é feita mais para 700 escolas, é feita para quem estar lá com a responsabilidade de administrar o prédio e aquilo que existe lá dentro. A diferença é que melhora muito tudo isso. Portanto eu tenho uma certeza muito grande, eu tenho um compromisso muito grande com a coisa pública. Eu não privatizei a Cagepa, eu não negocio a Cagepa como alguns na política tentaram fazer em troca dos tostões que a política pode dar, imagine a Educação, que é um grande instrumento de construção de democracia. Eu não contrato professores não é para dar emprego não. Isso aqui é para consolidar um projeto de democracia popular desse estado. Se você melhora a educação você melhora tudo isso”, disse.
O governador prosseguiu com as críticas e lamentou que, na Paraíba, ainda haja políticos com mentalidade apenas de pensar individualmente em cargos em vez de priorizar a coletividade.
“Tem gente da política da Paraíba que a visão é tão reduzida que eles só vão até o ponto de lutar e morrer para permanecer em um cargo, no poder, e isso é muito distante daquilo que a gente pensa. A ideia é outra. Nossa ideia é empoderar a população, melhorar os serviços, construir os instrumentos para fazer com que o povo possa ter um outro patamar de existência e sem educação não há a menor condição de se pensar nisso”, ressaltou.
E continuou fazendo um alerta sobre os caminhos da política e de seu futuro, ao afirmar que nada é definido nos primeiros 10 minutos de jogo.
“O grande instrumento transformador de tudo isso é a educação e tudo isso nós fizemos, com mestrados, qualificação, estudantes de escolas em intercâmbios. Então nessa hjstória das OSs nós vencemos e não havia como perder. Naquele momento de tensão, de debates cuja estupidez extrapola o limite do razoável. Eles sabiam que não era verdade aquilo que eles estavam dizendo e fazem um debate achando que a política se define nos 10 primeiros minutos do jogo. A política se define depois e as coisas se definem dessa forma. Em todos os setores do Estado você tem o estado funcionando diferente. O grande ideal de tudo isso é que eu digo e eu sei o quanto esse governo transformou e precisa continuar se transformando. Eu tenho é que trabalhar bastante. A paraíba está num ritmo que nunca esteve. Sobre a política, deixa a bola rolar”, arrematou.

Fotos do evento de posse dos professores

Fonte: PB Agora











                                                                                     

Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Na posse de concursados, RC destaca acerto com implantação de OSs e alfineta oposição: "Se não privatizei a Cagepa, imagine a Educação""

Deixe um comentário!

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Todos os direitos reservados.