De D. João V a Dilma, seca foi tratada com paliativos

Projeto envolvendo transposição do São Francisco pensado desde Pedro II foi iniciado ‘na marra’ por Lula




                                         
Seca tem afetado várias localidades do Nordeste
Padre Djacy Brasileiro/Divulgação


O primeiro registro de seca ocorreu em 1583, dois anos antes da cidade de Nossa Senhora das Neves (atual João Pessoa) ser fundada em 1585, conforme dados nos anais do Senado Federal resgatados pelo ex-senador Marco Maciel (PE) em discurso no dia 17 de junho de 1983, quando a região enfrentava outro terrível período de seca.
Na época do discurso de Marco Maciel, a Paraíba era governada por Wilson Braga e o Brasil tinha João Figueiredo como presidente. Frentes de emergência foram abertas já em 1982 pelo governador Tarcísio Burity. Milhares de homens e mulheres foram alistados para trabalhar em terras públicas e privadas construindo e recuperando açudes para justificar o valor que recebiam por mês: meio salário mínimo e alguns quilos de feijão preto imprestável para o consumo humano. Burity chegou a dispensar as mulheres do árduo trabalho.
Hoje, em pleno século XXI, o Nordeste enfrenta uma repetição da seca que ocorreu no século XVIII. Naquele tempo, foram sete anos de seca entre 1721 e 1727, conforme resgate feito por Marco Maciel. Hoje, os nordestinos caminham para o quinto ano de um ciclo de seca que, segundo o especialista Luiz Carlos Molion, da Universidade Federal de Alagoas, também será de sete anos, que só terminará em 2019.
Séculos se passaram e a população não viu, ainda, o problema da falta de água ser resolvido. Más há como resolver? Especialistas asseguram que sim. A transposição do rio São Francisco seria apenas uma das alternativas. Mas o que se viu em dezenas de anos foram promessas que não saíram do papel, até que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva tomou a decisão política cobrada no dia 12 de novembro de 1998 pelo então senador Ronaldo Cunha Lima, em discurso na tribuna.
Na época, Ronaldo disse ter certeza que o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso realizaria a transposição. Segundo Ronaldo Cunha Lima, havia projetos e recursos para a obra, mas faltando vontade política de realizá-la. Entre os governos de Dom Pedro II e Dilma Rousseff, o que se viu foram paliativos (iniciador com Dom João V) que nada resolveram.
No entanto, não se pode esquecer a decisão de Lula de iniciar a transposição a qualquer custo. A obra não teve adequado planejamento, como afirmam especialistas, mas pelo menos foi iniciada. O governo Dilma pouco avançou e a esperança, agora, está no governo de Michel Temer. Até porque grandes cidades do Nordeste como Campina Grande, Patos, Juazeiro do Norte, Fortaleza, Caicó, entre outras, estão prestas a enfrentar a maior tragédia humanitária desde a grande seca de 1877 a 1879.
Leia matéria completa na edição deste domingo (20) do jornal Correio da Paraíba. 

Fonte: portal correio

                                       

| 14:00 | tópicos: | Veja mais

Morador de rua é assassinado a pedradas e pauladas no Centro de João Pessoa




                                         

Um crime bárbaro foi registrado na manhã deste domingo (20), em João Pessoa. O corpo de um morador de rua foi encontrado nas proximidades da Casa da Pólvora, no Centro e a polícia suspeita que a vítima tenha sido executada a pedradas e pauladas.
Ao lado do corpo foram deixadas algumas pedras e pedaços de madeira que teriam sido utilizados para assassinar o homem, que até o momento não foi identificado.
O corpo foi removido para o Instituto de Polícia Científica (IPC) e por enquanto, nenhum suspeito de praticar o crime foi detido.
Fonte: MaisPB



                                        

| 13:00 | tópicos: | Veja mais

Jovem é morto a tiros em Boqueirão, no Cariri paraibano




                                    
Imagem enviada pelo Whatsapp

Um jovem identificado por Mateus, 21 anos, foi assassinado a tiros na manhã deste domingo, na cidade de Boqueirão, no Cariri paraibano.
De acordo com informações de populares, não se sabe quem é o autor do crime.
A Polícia Militar foi acionada, e está em diligência.
Essa já é a terceira pessoa assassinada em menos de um mês na cidade.

Fonte: Bruno Lira – MaisPB

| 12:00 | tópicos: | Veja mais

Cortes na PB não atingem saúde e educação: “Vou cortar o que pode ser cortado”, diz RC




                                        

Em meio à crise financeira por que passa o país, cortar gastos é inevitável. E na Paraíba não será diferente. Apesar de apresentar um cenário diferente do da maioria dos Estados, o governo também terá que lançar mão de um pacote de arrocho, com cortes necessários para manter a estabilidade econômica.


A confirmação foi feita nesse final de semana pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que deve, nos próximos dias, enviar para a Assembleia Legislativa da Paraíba, as sugestões para estancar a crise no Estado.

“Desde que eu entrei para governar, a única coisa que eu tenho feito é arrochar, mas arrochar aquilo que pode ser arrochado, aquilo que não pode ser arrochado eu não mexo”, adiantou. Conforme o governador, a medida não afetará áreas essenciais, como saúde e educação, que em ao invés de redução, serão contempladas com ampliação e mais investimentos.

“Eu não fechei um leito de hospital, pelo contrário, graças a Deus eu sou o governador na história da Paraíba que mais abriu leitos em hospitais, abrimos dez hospitais. Vamos abrir ainda o hospital metropolitano de Santa Rita, o de oncologia em Patos, o regional de Picuí e o de Cacimba de Dentro. Ou seja, não há nenhum fechamento de serviço hospitalar ou na área de saúde durante a minha gestão, muito pelo contrário, temos só ampliação”, ressaltou.

No tocante a Educação não é diferente. O governador elencou avanços estruturais e acadêmicos, e lembrou os investimento em profissionais e docentes através do programa Gira Mundo.

“Não há nenhum aperto em relação à educação, a não ser modernização. Nós somos o Estado que toda a rede do ensino médio tem laboratório de robótica gratuitamente. Somos um Estado que a partir do próximo ano as escolas do ensino médio serão equipadas com laboratório de ciências em terceira dimensão. Isso é uma coisa que nem as escolas particulares têm, e a escola pública no estado da Paraíba tem. Nós somos um estado que ,nesse momento, temos 20 professores na Finlândia, e mais de 50 estudantes no Canadá, todos bancados pelo Estado. Ou seja, não há retração em relação a isso. Eu corto aquilo que pode ser cortado. Eu corto aquilo que, mesmo faltando, na ordem das escolhas, você tem que fazer”, destacou.

Atualmente o estado paga, mensalmente, uma parcela de R$ 46 milhões da dívida pública, além de ter parte do erário comprometido com folha de pagamento, precatório, fornecedores e repasse dos duodécimos dos poderes. A despeito disso, o Estado ainda deve desenvolver o Estado para melhorar a qualidade de vida da coletividade.

“A receita diminui a cada mês, mas eu tenho que pagar folha, precatório, duodécimo dos poderes, a dívida pública que é de mais de R$ 46 milhões por mês, e ao mesmo tempo tem que desenvolver o Estado, porque eu não virei governador somente par pagar folha de pessoal. Eu sou governador para desenvolver o Estado e sinceramente, nesse Brasil de hoje, a Paraíba tem dado um grande exemplo”, arrematou.




Fonte: Márcia Dias ,PB Agora 

| 10:30 | tópicos: | Veja mais

VEJA VÍDEO: Queda de helicóptero da PM do Rio; quatro policiais morreram




                                       
Foto: Marcelo Carnaval/ Agência O Globo



Um helicóptero da polícia militar caiu no início da noite deste sábado (19) na região da Cidade de Deus, zona oeste do Rio, onde houve confrontos entre a polícia e traficantes durante toda a tarde.


Os quatro tripulantes, todos PMs, morreram na queda, de acordo com informações do 31º Batalhão de Polícia Militar (Barra da Tijuca). Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados.
O helicóptero apoiava uma operação policial na região, mas ainda não há informações sobre a causa do acidente.
Durante a tarde, houve intenso tiroteio na região. De acordo com o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), o confronto foi iniciado depois que criminosos bloquearam a avenida Edgard Werneck, colocando fogo em lixeiras e pneus.
Uma viatura enviada para desbloquear a via foi alvo de tiros e equipes do Comando de Operações Especiais foram acionadas para realizar buscas na região.
A Linha Amarela, uma das principais vias de ligação com a zona oeste da cidade, chegou a ser fechada por duas vezes por causa do tiroteio. Motoristas deixaram seus veículos e buscaram abrigo junto à mureta que separa as vias.
No início da noite, após a queda do helicóptero, o tráfego foi novamente interrompido, na Linha Amarela e na avenida Ayrton Senna.
A PM do Rio afirma que está montando um gabinete de crise para investigar o ocorrido, de acordo com o canal de televisão Globonews.

Fonte: FOLHA
via: http://www.polemicaparaiba.com.br/
                                                   

| 09:30 | tópicos: | Veja mais

Wilson, Benjamin e Pedro lideram ranking de atuação de deputados paraibanos

O site considera como válidas as informações vindas de fontes oficiais




                                                                             


O 'Ranking dos Políticos’ classificou os deputados federais Wilson Filho (PTB), Benjamin Maranhão (SD) e Pedro Cunha Lima (PSDB) como os parlamentares paraibanos com melhor atuação na Câmara dos Deputados.
 A avaliação realizada pelo site nacional políticos.org.br leva em conta a participação nas sessões, quantidade de propostas apresentadas, redução no gasto do gabinete, privilégios e processos judiciais.
 O site considera como válidas as informações vindas de fontes oficiais, como sites governamentais e de veículos de mídia. Além disso, acompanha as votações de cada político e classifica as leis de acordo com o quanto elas ajudam ou atrapalham o País.
 
Fonte: http://www.wscom.com.br/

| 05:28 | tópicos: | Veja mais

Publicidade how to make gifs

Últimas Notícias

Comentário

Todos os direitos reservados.